Arquivo

Archive for junho \20\UTC 2012

SQStat – Monitorando acessos no Squid em tempo real

O Squid Status (SQStat) é uma ferramenta desenvolvida em PHP que permite verificar, em tempo real, todo o tráfego existente no servidor Proxy . Com isso é possível monitorar o consumo de banda, bem como links acessados por usuários ou hosts na rede.
Para obter as informações de acesso, a ferramente utiliza o protocolo cachemgr, como pré-requisitos só são necessários um servidor web (Apache2 no caso), PHP (4 ou superior) e o Squid funcionando. Mais simples que a explicação só mesmo a instalação.

O primeiro passo é baixar a ferramenta, na raiz do servidor web (/var/www/) execute o comando:

# wget -c http://samm.kiev.ua/sqstat/sqstat-1.20.tar.gz

Agora, escompacte o arquivo:

# tar -zxvf sqstat-1.20.tar.gz

Acesse o diretório criado:

# cd sqstat

Renomeie o arquivo config.inc.php.defaults para config.inc.php

# mv  config.inc.php.defaults config.inc.php

Edite o arquivo:

# vim config.inc.php

Altere os sequintes parâmetros

    • $squidhost[0]=”” : IP do servidor Proxy;
    • $squidport[0]=”” : Porta do Proxy;
    • $resolveip[0]=” “: se a opção for TRUE, o SQStat utiliza nomes das máquinas ao invés do IP;
    • $group_by[0]=””: os acessos podem ser agrupados por máquina (host) ou nome de usuário (username).

Nota: A opção username só funciona na versão 2.6 ou superior do Squid e para proxies com autenticação.

Feito isso, vamos ajustar as permissões do Squid para leitura do cache. Edite o arquivo de configuração:
# vim /etc/squid/squid.conf
Adicione as seguintes linhas:
acl manager proto cache_object 
acl webserver src 10.0.0.1/255.255.255.255 
http_access allow manager webserver 
http_access deny manager

Nota: O IP na ACL webserver deve ser o mesmo indicado no parâmetro squidhost no arquivo do SQStat.

Feito isso é necessário reiniciar o Squid para que as altereções sejam aplicadas, o SQStat pode ser  acessado através do endereço:

http://ip-do-servidor/sqstat/sqstat.php
Site oficial da ferramenta: http://samm.kiev.ua/sqstat/
Categorias:Squid Tags:,

Personalizar logos no Zimbra

Além de ser uma ótima ferramenta de trabalho, intuitiva e com muitos recursos, o pacote de colaboração Zimbra nos dá a opção de customizar ou alterar seus padrões.

Um dessas ‘regalias’ é poder exibir no sistema a logomarca da empresa. Para isso, são alterados 3 parâmetros do serviço, são eles:

  • zimbraSkinLogoURL: link que será acessado a partir dos logos exibidos, tanto na tela de login quanto a imagem exibida no canto superior da janela;
  • zimbraSkinLogoLoginBanner: imagem exibida nas telas de login e splash do Zimbra, o tamanho deve ser de 450 x 100 pixels;
  • zimbraSkinLogoAppBanner: imagem exibida no canto esquerdo superior da tela após login do usuário, o tamanho deve ser de 120 x 35 pixels.

As imagens utilizadas devem ser salvas no diretório “/opt/zimbra/jetty/webapps/zimbra/img/” do servidor. Para alterar as logos e a URL de acesso basta executar os seguintes comandos com o usuário zimbra:

$ zmprov modifyDomain empresa.com.br zimbraSkinLogoURL \ 
http://www.minhaempresa.com.br $ zmprov modifyDomain empresa.com.br zimbraSkinLogoLoginBanner \
http://mail.empresa.com.br/img/logo_banner_empresa.png $ zmprov modifyDomain empresa.com.br zimbraSkinLogoAppBanner \
http://mail.empresa.com.br/img/banner_app_logo_empresa.png

Se você tem por exemplo vários domínios configurados e cada um é utilizado por uma empresa, possivelmente as logomarcas serão diferentes. Assim, cada página de login pode ser personalizada de acordo com a empresa. No nosso exemplo, se tivessemos outro domínio no servidor, para alterar a logo os passos seriam os mesmos, apenas alterando o domínio e os nomes das imagens:

$ zmprov modifyDomain empresa2.com.br zimbraSkinLogoURL \ 
http://www.minhaempresa2.com.br $ zmprov modifyDomain empresa2.com.br zimbraSkinLogoLoginBanner \
http://mail.empresa2.com.br/img/logo_banner_empresa2.png $ zmprov modifyDomain empresa2.com.br zimbraSkinLogoAppBanner \
http://mail.empresa2.com.br/img/banner_app_empresa2.png

Feito isso, é necessário reiniciar o serviço para que as alterações sejam carregadas, ainda com o usuário zimbra, execute o comando:

$ zmmailboxdctl reload

Fontes:

%d blogueiros gostam disto: